PESQUISA

Motivação em função do gerenciamento de pessoal

A eficácia de qualquer organização dependequanto seus funcionários estão interessados ​​em alcançar resultados elevados. Mesmo com a mais recente tecnologia usada na produção, mas sem o interesse da equipe em seu trabalho, não podemos esperar um aumento na lucratividade. Hoje, a motivação como função gerencial é parte da política de pessoal e de um sistema de incentivos para melhorar a qualidade do trabalho. A escolha do método de estimulação depende das regras estabelecidas na organização, sua política corporativa, relações entre autoridades e funcionários. A motivação escolhida adequadamente como uma função de gerenciamento pode aumentar significativamente o lucro da empresa e fornecer a ela um rendimento consistentemente alto.

Convencionalmente, estas medidas podem ser divididas em 3 grupos: financeiro, social e psicológico. Usar apenas um tipo de incentivo não é eficaz, porque a motivação dos funcionários pode variar dependendo de determinadas circunstâncias. O grupo financeiro inclui medidas como aumentos salariais, bônus, multas, vários bônus. A motivação social é a provisão de benefícios adicionais (descanso em um sanatório, seguro de bónus, assistência na obtenção de algo). As medidas psicológicas são dirigidas à ambição do indivíduo, seu desejo de se afirmar. Elas podem ser expressas na forma de elogios públicos da administração, concedendo poderes adicionais que elevam o status de um funcionário, distinguindo-o entre outros funcionários.

Vale a pena notar que a motivação como uma funçãoO gerenciamento de pessoal é um processo muito sutil que afeta os funcionários ao combinar seus objetivos pessoais e as tarefas de uma organização em conjunto, o que lhes permite trabalhar com mais eficiência. Por esta razão, é muito importante escolher o conceito certo, métodos de gestão de motivação, para prever possíveis consequências negativas. A estimulação das atividades não deve ser permanente, porque a equipe se acostumará com elas e as considerará como parte da vida profissional comum. Por exemplo, um aumento permanente nos salários se tornará a norma e não um incentivo para o trabalho. Os funcionários saberão que ainda haverá um aumento na renda e deixarão de tentar obtê-lo. Particular atenção deve ser dada às formas negativas de estimulação dos trabalhadores. Estes incluem multas, punições, reprimendas. Se ocorrerem regularmente, os trabalhadores perderão o interesse pelo trabalho e perceberão sua presença no local de trabalho como servidão penal, uma condição forçada.

Não subestime o papel da motivação na gestãopessoal, porque graças a ela uma pessoa desperta interesse no trabalho, e ele tenta ser útil para a empresa em que trabalha. Medidas de incentivo devem ajudar o funcionário a se sentir à vontade no local de trabalho, aprender a tomar decisões independentes, desenvolver seu potencial. É muito importante que qualquer pessoa se sinta necessária e útil, portanto, o gerente deve realizar periodicamente eventos que comprovem seu respeito pela equipe, mostrar como ele os aprecia e seu trabalho. Estas podem ser reuniões onde ele expressará sua gratidão pelo trabalho feito às pessoas que o merecem.

Na verdade, motivação como função gerencialé um mecanismo complexo que requer atualização constante. Para sua operação ininterrupta, é necessário realizar pesquisas que identifiquem as necessidades da equipe, seus desejos e sugestões. É muito importante que o gerente escolha a abordagem correta para os funcionários. O sistema de incentivo deve ser constantemente atualizado e regulamentado, o que despertará interesse nas atividades da equipe. Uma política de incentivos adequadamente construída levará a um aumento na renda dos funcionários e no crescimento do lucro da própria empresa.

  • Avaliação: