PESQUISA

Aquisição e término de propriedade. Motivos para o término da propriedade compartilhada comum.

Propriedade é considerada como um conjunto completo de direitos,que é objeto de relações jurídicas no campo de sua propriedade. Em algumas teorias, este termo reconhece a posse de certos direitos. A aquisição e término da propriedade é realizada nos termos determinados por lei.

O processo de aquisição e términoA posse não é nada mais que um fato legal. A lista de fatos legais está contida no artigo 8 do Código Civil da Rússia. Como fatos legais, que envolvem a obtenção dos direitos do proprietário para certos tipos de coisas de indivíduos específicos, podem ser expressões de pessoas expressas em suas ações ou eventos que não dependem da vontade das pessoas.

A obtenção de propriedade poderealizado de duas maneiras. Distinguir entre o original, que não é dependente dos poderes do proprietário anterior de uma propriedade particular. Além disso, os derivados, onde os poderes do proprietário sobre a coisa aparecem pela vontade do dono anterior da coisa. Os objetos de direitos de propriedade em tais casos são especificados na lei. O significado de tal distinção na prática é que, ao adquirir os poderes do proprietário de uma natureza derivada, é necessário levar em conta os direitos dessa coisa a outras pessoas que não são proprietárias. Aqui estão os poderes para a coisa que os não-proprietários geralmente sobrecarregam a propriedade. Nesta base, a distinção entre as formas de obter o direito de propriedade do original e do tipo derivado é reduzida à definição de sucessão - a transferência dos poderes e obrigações dos proprietários.

Eventos em que a aquisição erescisão de direitos de propriedade, expressamente prescritos por lei. Estes incluem: a autoridade do proprietário é interrompida quando o proprietário alienar sua propriedade para outras pessoas, o proprietário rejeita a propriedade, em situações de destruição ou destruição da coisa. Naturalmente, à força, ninguém tem o direito de tirar sua propriedade do proprietário. No entanto, há uma regra de direito, informando sobre casos de apreensão de propriedade do proprietário nessa ordem. Por exemplo, tal evento pode incluir o apelo de medidas de natureza exigente à propriedade pelas obrigações de uma pessoa. Caso contrário, a rescisão dos poderes do proprietário ocorre através da renúncia de propriedade. Este direito existe com uma pessoa física ou jurídica, e a recusa é feita sem a intenção do proprietário de permanecer com a autoridade para essa propriedade.

Ao estabelecer propriedade comumA atribuição a cada proprietário pertence à quota, que é determinada antecipadamente. Deve-se notar que cada proprietário possui uma participação na propriedade comum e não nesta ou nessa propriedade. No caso de a participação de cada um deles ser apresentada em espécie, o direito de propriedade compartilhada será encerrado. Em vez disso, a propriedade individual individual de uma nova propriedade surgirá. Deve-se notar que a lei considera todos os proprietários de propriedade compartilhada iguais uns aos outros. Esta regra pode ser modificada a pedido dos súditos da lei ou da lei. Deve-se notar que, ao investigar as competências de indivíduos de propriedade comum, é necessário determinar o conjunto de seus direitos em relação a certas categorias. Nesse sentido, será muito mais fácil entender um processo como o término dos direitos de propriedade comum. Assim, para as categorias dadas pode ser contado: a propriedade na propriedade de uso compartilhado, a participação de cada participante no direito de propriedade. Eles têm essa divisão, pois são diferentes objetos de direitos civis. Este é um resumo de um processo como a aquisição e rescisão de direitos de propriedade.

  • Avaliação: