PESQUISA

Período retroativo no negócio de seguros

Condições modernas de seguro permitemaplicar vários métodos de cobertura de possíveis perdas. Um dos métodos utilizados é o seguro de tempo passado - o chamado seguro no período retroativo. Este tipo de compensação é aplicado em contratos celebrados entre pessoas jurídicas em diversos ramos de atividade econômica.

período retroativo

Qual é o "período retroativo"?

Período retroativo é o termoapólice de seguro acordada por ambas as partes. O período de seguro começa nas datas anteriores à data da conclusão do contrato de seguro e termina com a data de emissão da apólice. Todos os sinistros de seguros que surjam em um determinado período são cobertos pelo valor da indenização do seguro.

Cláusulas típicas no contrato de seguro

Nos contratos de seguro, o período de seguro retroativo é o fator tempo que determina o pagamento da compensação por um evento que ocorreu antes da assinatura do contrato.

Existem dois tipos desse período:

  • Base anual do contrato. Neste caso, a data do relatório do período de seguro começa a partir do momento da admissão da organização ao desempenho do trabalho. O dano coberto no caso de um evento segurado deve ser causado não antes de três anos antes do período de seguro.
  • Contrato base do projeto. O período retroativo é contado a partir do início do trabalho.

Manipulação de reclamações

A direção prioritária de implementação (seguro retroactivo) é a construção, seguro de riscos financeiros.

A essência da restituição é reembolsarperdas identificadas para o trabalho já concluído. No entanto, esta disposição só é válida se, no momento da elaboração da apólice de seguro, o beneficiário não tiver conhecimento dos erros de cálculo existentes e não tiver conhecimento (não recebeu cartas, ordens ou memoriais sobre o facto de detectar as deficiências).

período de seguro retroativo é

A questão de incluir o período passado na açãoseguro repetidamente considerado pelos tribunais de arbitragem. Mas a regra básica diz que o período retroativo pode ser considerado como tal apenas com o acordo das partes. Mesmo que as partes assumam a existência de tal cláusula, mas não a incluam nas condições do seguro, os danos podem ser recusados.

Se o segurado soubesse dos erros de cálculo admitidos, comprou a apólice, então tais ações são consideradas como fraude.

  • Avaliação: