PESQUISA

Psiquiatria forense

Psiquiatria forense é uma indústria aplicadapsiquiatria geral. A ciência (no significado psiquiátrico geral) estuda os padrões de desenvolvimento, ocorrência e provável resultado de um grupo particular de doenças (patologias). Essas patologias são acompanhadas por distúrbios na psique. O objetivo do estudo é fornecer aos pacientes cuidados apropriados.

Psiquiatria forense está envolvida em pesquisatranstornos mentais no que diz respeito às tarefas a serem realizadas no decurso da administração da justiça em processos civis e criminais. Com base nas conclusões feitas pelos especialistas relevantes desta indústria, o tribunal toma decisões processuais. Neste caso, as conclusões dos psiquiatras forenses estão sujeitas a avaliação em conjunto com outras evidências. A adoção de decisões processuais é realizada no âmbito de ações judiciais civis ou criminais. Todos os fatos descritos acima definem este ramo da medicina como "psiquiatria forense".

O processo de justiça criminal comouma investigação preliminar está incluída. A este respeito, os resultados psiquiátricos forenses são utilizados tanto pelo tribunal como pelo investigador (procurador ou investigador).

O assunto do estudo inclui, além dedescrições gerais aceitas (por exemplo, diagnóstico) informações adicionais. Em particular, a psiquiatria forense não pode dispensar a avaliação psiquiátrica forense. Em outras palavras, um especialista no exame do acusado conclui que o paciente tem vários anos de doença mental crônica. Na prática geral, o diagnóstico é suficiente para tomar uma decisão sobre a assistência do paciente. A medicina forense e a psiquiatria, em particular, requerem a aplicação e critérios adicionais bastante específicos. Assim, um especialista avaliando o estado mental do acusado deve responder à questão de saber se ele (o acusado) poderia, no momento da execução do ato, incriminou-o a perceber o perigo social e a natureza real de sua ação (inação) ou dirigi-lo. Esta formulação permite determinar a gravidade (profundidade) da derrota do réu por uma doença mental.

Psiquiatria forense avalia e outroscaracterísticas dos transtornos mentais. Por exemplo, o uso de medidas coercivas é apropriado somente se o acusado estiver em risco de sua doença. Quando o estado mental muda, o uso de medidas médicas coercitivas é suspenso, mesmo que a eliminação completa da doença não tenha ocorrido e o acusado permaneça mentalmente doente.

Um psiquiatra forense realiza atividades que têmvárias direções, relativamente independentes. Ao mesmo tempo, cada direção tem suas próprias tarefas e métodos para resolvê-los. Além disso, formulários legais específicos que limitam as atividades do especialista acima são aplicados.

Exame psiquiátrico forense é consideradoa principal atividade de um especialista que examina o estado mental do acusado em direito civil ou criminal. É nomeado pelo organismo ou pela pessoa que conduz o processo. Ao mesmo tempo, são formuladas tarefas que representam certas questões para o perito especialista. Os órgãos que designam o estudo coletam e fornecem materiais para especialistas, selecionam especialistas (instituições ou indivíduos), avaliam a conclusão com base nos resultados da pesquisa. Se houver acordo sobre as conclusões dos especialistas, as conclusões são usadas na tomada de decisões sobre os processos.

Deve-se notar que os especialistas que realizamOs estudos acima não confiam autoridade. A este respeito, declarações como "especialistas, tendo reconhecido o réu como louco, o enviaram para tratamento compulsório, livrando-o da responsabilidade" estão incorretas. Tais decisões são tomadas apenas pelo tribunal.

  • Avaliação: