PESQUISA

Tipos de poder e sua interação na sociedade

Em cada estado existem diferentes tiposautoridades que podem ser classificadas com base em vários critérios. Por exemplo, se colocarmos os recursos em primeiro plano, podemos isolar o poder econômico, informativo, social, espiritual e até mesmo coercitivo, que depende da força. Geralmente, as alavancas econômicas dominam outras porque envolvem a distribuição de bens materiais. Os critérios sociais estão intimamente relacionados aos sociais, já que aqueles que têm as alavancas econômicas da sociedade governante muitas vezes também regulam as questões sociais. A mídia de massa é muitas vezes referida como o "quarto estado", porque com sua influência eles podem manipular a consciência pública. Estruturas que buscam estabelecer o controle sobre a sociedade pela força física, usam métodos de coerção.

Explorando a interação de sujeito e objetopoder, podemos distinguir esses tipos de poder: totalitário, quando a elite estatal dominante detém e controla totalmente todas as áreas da vida das pessoas, considerando-as como uma esfera de influência; autoritário, dando às pessoas uma certa liberdade, mas claramente regulada, em assuntos de pouca importância para a elite dominante, como a família; liberal, que praticamente não interfere nos negócios e, finalmente, democrático.

Se considerarmos os tipos de poder em termos debase social, podemos distinguir a poliarquia (o domínio de muitas pessoas e organizações); oligarquia (quando a sociedade é governada por financistas e industriais); plutocracia (o domínio do topo rico do clã); teocracia (o clero tem não apenas controle moral, mas secular e legislativo sobre a sociedade); a partocracia (o governo de qualquer partido), que, em essência, não é muito diferente da teocracia, exceto talvez pelo secularismo dos princípios da construção de um “futuro brilhante”; e ochlocracy (isto é, o poder da multidão). De acordo com o grau de distribuição de poder, pode-se isolar o mega nível (organizações internacionais e intergovernamentais), por exemplo, a União Européia, a OTAN e a ONU; nível macro, isto é, a presença de órgãos do governo central; nível meso - autoridades regionais que estão subordinadas ao centro, mas ao mesmo tempo têm ampla autonomia em ações (por exemplo, os assuntos da federação na Federação Russa, os estados nos EUA) nível micro (influência em partidos, outras organizações e associações).

Mas os tipos de energia podem ser classificados de forma diferente,com base na definição de seus sujeitos. Estes podem ser o estado, partidos, várias organizações, o exército, a família e afins. Durante muito tempo, a visão foi dominada na ciência de que o poder político e estatal são conceitos idênticos. Agora, a questão da relação entre esses componentes continua a suscitar inúmeras discussões entre os acadêmicos. Afinal, o Estado não é o único e até mesmo o principal portador do domínio político. Partidos políticos, organizações não-governamentais, oligarcas dominantes, lobbying, burocracia, líderes carismáticos e até mesmo uma multidão (em condições de caos político) também podem ser sujeitos de pressão política.

Tipos de poder estatal podem ser construídoso princípio da vertical (centro - regiões - cidades e distritos), e se os considerarmos “horizontalmente”, obtemos a divisão tradicional em legislativa, executiva e judicial. O fenômeno é político em seu significado é muito mais amplo que o estado. Muitos cientistas estão inclinados a ver nele dois componentes: estado e público. Acontece que o governo é um dos componentes do político. Quanto à influência pública, ela é formada devido à atividade de partidos, organizações não-governamentais públicas, mídia independente e até mesmo da opinião pública.

Uma das principais funções de gerenciamento épreservação da integridade social através da construção de prioridades que sejam consistentes com os valores dessa cultura, assim como a adesão a eles; e, claro, a realização dos interesses e necessidades dos mais diversos grupos sociais e estratos. Assim, os tipos de poder político - estado e público - interagem de perto, garantindo a estabilidade do trabalho de todo o organismo social.

  • Avaliação: