PESQUISA

O que a bandeira e o brasão de armas da China simbolizam? Qual é a história deles?

Cultura chinesa é propensa ao simbolismo profundoem tudo. Um pequeno traço pode mudar completamente o significado de um hieróglifo. Não surpreendentemente, os símbolos do estado deste país são permeados por um profundo simbolismo.

Bandeira e brasão de armas da China

O significado e a aparência da bandeira

Os símbolos utilizados no momento estão incluídos nouso em 1949, quando a República Popular da China foi fundada. A criação de um novo país foi acompanhada por uma luta sangrenta, de modo que a cor vermelha da bandeira simboliza não apenas uma revolução, mas também as dificuldades experimentadas pelo povo. Localizado no canto superior esquerdo da bandeira, cinco estrelas também estão associadas aos eventos desses tempos. Uma grande estrela retrata o Partido Comunista da China, e quatro pequenos podem ser interpretados de maneiras diferentes. De acordo com uma versão, é um símbolo de grupos étnicos - chineses, manchus, uigures, tibetanos. Outro ponto de vista é que as estrelas são os quatro pilares do comunismo, isto é, o campesinato, o proletariado, os capitalistas patrióticos e os elementos pequeno-burgueses. Finalmente, de acordo com a terceira versão, a coisa toda está em quatro partidos chineses. De acordo com este ponto de vista, as estrelas juntas demonstram a unidade de diferentes estratos da sociedade sob a liderança do Partido Comunista. A bandeira e o brasão de armas da China estão cheios de simbolismo e são de grande importância para os cidadãos patrióticos. Antes disso, o tecido do estado era menos simbólico e consistia de listras. Red lembrava os manchus, o amarelo simbolizava o Han, o preto pertencia aos mongóis, branco aos tibetanos, e o verde significava os uigures.

Bandeira e brasão de armas da China, foto

Como é o brasão de armas?

É necessário entender e com outro estadosímbolos. Tanto a bandeira quanto o brasão da China estão intimamente ligados a símbolos comunistas. A última mostra a Praça Tiananmen, localizada em Pequim. É cercada por espigas de trigo e engrenagens, simbolizando as conquistas agrárias e tecnológicas da China. A bandeira e o brasão de armas da China mostram cinco estrelas amarelas. Sua interpretação também é a mesma em ambos os casos. O fato de o brasão ser feito em tons de amarelo e vermelho pretende simbolizar o bem-estar e a felicidade. A praça fala do espírito das pessoas que derrotaram o feudalismo. Assim, a bandeira moderna e o brasão de armas da China, fotos e lembranças das quais podem ser facilmente encontradas, contam muito sobre a história do país no momento da formação de seu sistema estatal.

A história da bandeira

Bandeira moderna e emblema da China surgiu com base emsistema comunista. Mas quando as bandeiras do estado apareceram? Pela primeira vez a bandeira é mencionada em 100 aC. Os chineses usavam seda para o tecido, que na época não era conhecido dos europeus. Portanto, as bandeiras chinesas eram significativamente melhores que as usadas pelos romanos. No entanto, a qualidade e a disponibilidade de materiais adequados não causaram o desenvolvimento da heráldica e, até o século XVIII, não havia bandeiras na China. Cientistas europeus tentaram retratar qualquer tecido, mas todas as versões eram especulações comuns. Nos navios que navegavam para a Europa, foram erguidas bandeiras que mostravam apenas o gosto de seus capitães, portanto era impossível basear julgamentos nelas. Somente em 1862 apareceu uma versão geral do tecido, mas nem sequer se tornou estável. Mais significativa foi a bandeira do Kuomintang, que agora serve como um símbolo de Taiwan.

Bandeira, emblema e hino da China

Hino chinês

A música principal dos chineses é chamada de "Marshvoluntários ". A bandeira, o brasão de armas e o hino da China foram criados mais ou menos ao mesmo tempo, mas o seu subtexto é diferente. A canção foi escrita sobre resistência à agressão japonesa. Não obstante, seu texto está repleto de patriotismo e relevante para o país não menos que na primeira metade do século XX. A partir de 27 de setembro de 1949, a “Marcha dos Voluntários” foi adotada para o hino nacional e é usada como tal até hoje.

  • Avaliação: