PESQUISA

Propriedades jurídicas da Constituição da Federação Russa

A Lei Básica do Estado destina-se a regulamentaras relações sociais mais importantes. As disposições nele contidas não se aplicam à regulamentação detalhada de certos tipos de relacionamentos. As características legais da Constituição permitem que este documento permaneça estável e de longo prazo.

O documento em questão tem suas peculiaridades. As características da Constituição permitem distingui-la dos atos adotados pela legislação vigente.

Uma das principais características do documentoé considerada sua supremacia em todo o sistema de atos legislativos do país. Essa característica determina as propriedades legais remanescentes da Constituição. A supremacia está consagrada no artigo 15. De acordo com o texto da disposição, as propriedades legais da Constituição, o seu efeito direto estender-se a todo o território da Federação Russa. Todos os outros atos normativos adotados no país não devem contradizer o principal documento legal.

As características legais da Constituiçãoo início de todos os atos normativos de todos os ramos do direito existentes. Se houver um conflito entre as prescrições do principal documento legal do país e outros atos normativos, estes estão sujeitos a alterações ou cancelamento. Por exemplo, o artigo 35 da Constituição estabelece o direito do Presidente de suspender os atos adotados pelos órgãos executivos dos sujeitos no caso de eles contradizerem a Constituição.

A Estrutura Federativa da Rússia prevê o funcionamento direto das disposiçõesO principal documento legal do país. A mudança e adoção das disposições que constituem a Lei Básica, o controle sobre a implementação da prescrição pertence à jurisdição da Federação Russa, a sua competência exclusiva.

As principais normas são baseadas em tudo o que existe,a legislação atual do país como um todo e seus assuntos. A elaboração e adoção de uma nova Constituição pressupõe uma revisão radical do conteúdo de todos os ramos da legislação vigente. Ao mesmo tempo, a análise da formação das principais disposições da lei indica que a relação entre elas e os atos das indústrias existentes é inconveniente para se reduzir exclusivamente ao impacto determinante. Há também um feedback. Exprime-se na influência do conteúdo das disposições setoriais sobre o conteúdo dos fundamentos da Constituição.

Uma ordem importante no processo legislativoadopção e alteração das principais disposições. Este procedimento está consagrado no Capítulo 9 (sobre emendas constitucionais e revisão da Constituição). Para alterar e rever as disposições terão direito ao Presidente, a Duma, o Conselho da Federação, o Governo e os órgãos representativos dos atores, bem como grupos de deputados da Duma eo Conselho da Federação, cujo número não seja inferior a um quinto dos membros totais da Casa.

Para alterar estes ou outros capítulos é fornecidosua ordem de revisão e mudança. Assim, os capítulos 9, 2 e 1 não podem ser revisados ​​na Assembléia Federal. Se as propostas de mudanças, no entanto, chegarem, e forem apoiadas por três quintas vozes do total de deputados da Duma e do Conselho de Federações, então, de acordo com a lei federal, a Assembléia Constituinte será convocada. Esta reunião confirmará a imutabilidade das disposições ou começará a desenvolver um novo projeto. A nova Constituição pode ser adotada por dois terços dos votos do número total de participantes na Assembléia Constituinte. A adoção de um novo projeto pode ser colocada em votação pública. Acredita-se que a Constituição foi adotada se mais da metade dos cidadãos que participaram do voto popular foram convocados para isso. Além disso, o número de participantes deveria ser mais da metade da população.

  • Avaliação: