PESQUISA

A Estrutura Federativa da Rússia

A estrutura federal da Rússia como um todo e suaas normas básicas são estabelecidas pelas disposições do Primeiro Capítulo da Constituição. A Lei Básica não pode ser alterada da maneira usual. Para mudá-lo, você realmente precisa adotar um novo projeto. Esta situação é orientada para os princípios da Federação na Rússia, que não permitem uma mudança radical no sistema existente. Os fundamentos da constitucionalidade estendem a soberania do país a todo o território com todos os sujeitos sem exceção. A estrutura estatal da Rússia prevê a supremacia da Constituição em todo o país.

Apenas a Federação Russa tem o direito de assegurar a inviolabilidade e integridade do seu território e de todas as unidades que o compõem.

A estrutura federal da Rússia é baseada em princípios constitucionais. Entre eles é necessário distinguir:

  1. Integridade do Estado.
  2. A unidade de toda a estrutura do poder do Estado.
  3. A distinção entre as autoridades estaduais do país e as autoridades dos sujeitos sobre os assuntos de sua autoridade.
  4. Autodeterminação e igualdade dos povos da Federação Russa.

Todos os sujeitos do país são dotados de igualdade entreno processo de estabelecer relações com autoridades federais. Ao garantir a igualdade para todas as entidades, a Constituição estabelece uma cidadania igual e unificada da Federação Russa, independentemente dos motivos pelos quais foi adquirida. O sistema federal da Rússia prevê a existência de direitos e liberdades, bem como responsabilidades iguais, estabelecidas pela Constituição, em todo o país.

As principais questões regulatórias estão refletidas no Capítulo 3. Em particular, o texto do Artigo 65 fornece uma lista completa de assuntos. Além disso, a disposição consolida o princípio nacional e territorial de sua formação. Isso indica a existência do federalismo em conjunto com a autonomia e a unitariedade. Assim, uma estrutura federal completa da Rússia como país independente e unificado é assegurada. Importante é o fato de que o texto dos assuntos da lei está listado por nome. Isso indica que a introdução de quaisquer mudanças na composição geral dos sujeitos exigirá pelo menos uma mudança no conteúdo da própria Constituição.

Sob a integridade do estado do paísEntende-se a ausência do direito à secessão da Federação. Assim, o direito de secessão é realizado. Em conexão com o fato de que todos os sujeitos pertencem a um único país, cujo território inclui todos os territórios dos sujeitos, a separação de qualquer entidade indicará uma violação da integridade do estado. Como regra geral, nos países modernos com a forma de governo em questão, a lei da retirada voluntária do país não está prevista na lei básica. No entanto, este direito foi previsto pelas Constituições da Jugoslávia, da URSS e da Checoslováquia. Esta situação deveu-se à ideia marxista-leninista do direito das nações à autodeterminação, mesmo à secessão. Outras Federações não reconheciam este princípio, mas mesmo nas federações socialistas um mecanismo claro para traduzir o direito do sujeito de se retirar da composição de um país virtualmente centralizado unilateralmente não era fixo.

Deve-se notar que a falta do direito dea retirada voluntária de todo o país não contradiz os princípios democráticos e corresponde às tendências geralmente aceitas no mundo. No entanto, juntamente com isso, a Constituição da Federação Russa prevê a admissão no país e a formação de uma nova entidade em conformidade com a lei.

Na Lei Básica há um status de caráterassuntos. De acordo com ela, a posição da república como sujeito é determinada pela própria Constituição do país e da república. Em outros casos, por exemplo, para uma cidade, província ou região, além das disposições da Lei Básica, os estatutos das entidades territoriais também são levados em consideração.

  • Avaliação: