PESQUISA

O mandado. A Essência do Decreto de Produção

Uma ordem judicial não é nada mais que umuma decisão judicial proferida apenas pelo juiz, cuja base é uma declaração sobre a cobrança de dívidas financeiras, bem como a demanda de bens móveis do devedor.

Uma ordem judicial é aplicada emcorrespondente ordem de execução de decisões judiciais. Uma característica especial da ordem judicial é a ausência da necessidade de processar as partes quando ouvem as explicações e, consequentemente, os próprios procedimentos.

Na produção de pedidos, as partes não sãoo réu e o demandante, como é habitual no processo, e o devedor é a pessoa de quem é exigida a cobrança da dívida, e o próprio credor, ou o requerente, que apresentou o pedido perante o tribunal. Os casos da recuperação de dívidas financeiras, por via de regra, estão produzindo em juízes da paz, que agem individualmente. Há uma série de circunstâncias em que um único juiz de um tribunal distrital emite uma ordem judicial, incluindo:

· O desafio do magistrado.

· Falta de possibilidade de encaminhar o caso para outro juiz de paz.

· Ausência de juízes da paz no distrito e outras condições estipuladas por lei.

A ordem judicial é emitida com base nos documentos apresentados pelo reclamante. O procedimento para emitir um pedido é chamado de produção obrigatória.

O mandado exclui a presença de certosdebate e dificuldades, por isso também pode ser facilmente desfeito. A ordem, ou melhor, sua cópia, é enviada ao devedor, que tem o direito de recorrer da ordem judicial dentro de dez dias.

Cancelamento de ordem judicial

O cancelamento da ordem emitida pelo juiz é reguladoGIC, art. 129. A razão para o cancelamento é a objeção do devedor, recebida no prazo de 10 dias a partir da data da decisão. O requerente é fornecido com explicações pelo tribunal que agora a reivindicação reivindicada pode ser trazida repetidamente, mas já como uma reivindicação. Cópias da decisão de cancelar o pedido são enviadas a ambas as partes dentro de três dias após a remoção.

Por conseguinte, se o devedor não concordar com os requisitosuma ordem judicial, ele pode facilmente cancelá-lo a tempo. Quanto ao prazo, é necessário entender corretamente a importância de 10 dias alocados por lei. O fato é que a presença de uma ordem judicial do devedor deve ser notificada de maneira oficial, ou seja, uma carta registrada chega ao correio, no recebimento do qual a pessoa deve assinar. O período de dez dias começará a contar apenas a partir do momento da assinatura do aviso de recebimento de uma cópia da ordem judicial. Uma carta normal em uma caixa de correio não é uma notificação por uma simples razão que poderia simplesmente ser roubada ou colocada por engano em outra caixa, o que implica sua total ignorância da existência de uma ordem judicial. Um devedor tem o direito de cancelar tal pedido mesmo após um ano.

O que fazer se você recebeu um aviso sobreuma ordem judicial? Primeiro de tudo, você precisa salvar o envelope com o carimbo da agência postal, que indica a data em que foi recebido. No tempo alocado por lei, deve-se trabalhar para formar uma objeção sobre seu desacordo com a ordem judicial. A objeção pode ser enviada de duas formas: independentemente, trazida aos tribunais ou enviada por carta registrada, com aviso prévio. Em nenhum caso você pode usar um simples despacho, o tribunal pode não receber cartas, e não há razões especiais para reagir a elas pelo tribunal.

Tendo feito manipulações tão simples, você podepara cancelar um mandado. Ao especificar as razões para a objeção não é necessário pintar o detalhe toda a sua posição, é brevemente basta salientar a necessidade de fornecer provas documentais pelo credor sobre o valor das penalidades reclamadas, multas e penalidades.

  • Avaliação: