PESQUISA

Bandeira da Mauritânia: visão, significado, história

Cada país tem seu próprio simbolismo, cheio designificado profundo. A República Islâmica da Mauritânia, apareceu não muito tempo atrás. O pano foi oficialmente adotado em 1 de abril de 1959. Desde então, a bandeira da Mauritânia tem sido usada em todos os lugares e inalterada. O que parece e o que isso significa?

Aparência moderna

bandeira da Mauritânia

A bandeira nacional da Mauritânia é feita sob a forma deum retângulo tradicional. Seu comprimento se refere à largura na proporção clássica de três para dois. A parte principal do painel é verde escuro, apenas no centro é usado ouro. Ele descreve um crescente cujos chifres apontam para cima e dobram em torno da estrela de cinco pontas. O brasão também tem uma aparência semelhante. Como a bandeira da Mauritânia, é feita em verde e tem a forma de um círculo. A borda é branca, o texto é em árabe e francês. O nome do país está escrito lá. No campo verde, assim como no padrão, o crescente dourado e a estrela de cinco pontas são colocados. No fundo, uma tamareira branca é representada. Seus frutos são a base para a economia deste estado africano.

O valor do pano

bandeira do estado da Mauritânia

Como qualquer outro, a bandeira da Mauritânia temUm significado concreto que explica o significado de cada detalhe. Por exemplo, uma cor verde saturada é um sinal da religião do estado, que é praticada por quase todos os residentes do país. Essa sombra é tradicionalmente associada ao Islã, por isso pode ser encontrada nas bandeiras da região. O crescente e a estrela também estão associados a essa religião. A cor dourada, que eles representam, simboliza as areias do deserto do Saara. Esta bandeira da Mauritânia indica a posição geográfica do estado - é no norte do continente africano.

História da Aparição

Pela primeira vez as variantes do tecido começaram a aparecer emAno de 1958 Então o país ganhou um status autônomo. Antes da Mauritânia pertencia aos franceses. No ano seguinte, foi realizado um referendo sobre a independência e a atual bandeira foi aprovada, e já em 1960 o Estado tornou-se completamente soberano. Desde então, o pano é sempre usado em todas as ocasiões solenes, elevando-o como um símbolo de liberdade. No entanto, a situação no país continua decepcionante. Apesar da independência total da França, muitos moradores ainda não têm liberdades civis. A Mauritânia é o único estado do mundo onde a escravidão ainda é oficialmente aprovada. Um quinto dos habitantes do país pertence à classe berbere dominante.

  • Avaliação: