PESQUISA

Lei No. 220-FZ de 13.07.2015 "Sobre a Organização do Transporte Regular de Passageiros e Bagagem por Transporte Rodoviário e Transporte Elétrico Urbano na Federação Russa"

O transporte é regulamentadoLegalmente em quase todos os países do mundo. A Rússia não é exceção. Em nosso estado, opera a FZ-220 “Sobre a Organização de Transporte Regular”, que fixa todas as regras básicas relacionadas ao campo.

Disposições Gerais

Que relação regula a FZ-220? O artigo nº 1 do ato regulamentar apresentado fala sobre a organização, estabelecimento, alteração e cancelamento de transportes regulares por meio de transporte terrestre. A lei aplica-se tanto a pessoas jurídicas quanto a pessoas físicas.

220 fz

Número de artigo 2 FZ-220 diz sobre o quadro jurídicoo fenômeno em consideração. Assim, as fontes legais mais importantes aqui são o Código Civil, a própria lei federal, bem como alguns outros atos normativos, que consagram as regras relativas ao transporte em uma base regular. Todos os documentos elaborados com a finalidade de planejar remessas regulares devem estar de acordo com a lei federal em consideração.

A lei federal estabelece a norma segundo a qual os súditos da Federação Russa podem redistribuir os poderes para formar e organizar o tráfego de passageiros e a bagagem.

Conceitos básicos de FZ

O que é uma rota regular?transporte inter-regional? De acordo com o artigo 3 da lei em questão, este é um padrão para a implementação de transporte dentro das fronteiras de mais de duas regiões da Rússia. A rota de transporte pode ser municipal; aqui a lei fala das fronteiras de apenas um assunto.

A lei consagra os conceitos de inicial e finalpontos de parada. No caso do ponto inicial, estamos falando do primeiro ponto de partida do transporte. O ponto final é a última parada indicada no cronograma e na rota.

A FZ-220 estabelece três tipos principais de transportesignifica: são trólebus, bondes e ônibus. As remessas regulares também são divididas em vários tipos. Eles podem ou não ser regulados por taxas.

Sobre a configuração e alteração de rotas

De acordo com o artigo 4 do 220-FZ de 13.07.2015, as rotas de tipo inter-regional só podem ser estabelecidas por órgãos executivos federais. Pessoas jurídicas ou empreendedores individuais podem influenciar o processo de formação da rota. Por exemplo, eles têm o direito de enviar propostas ou de recorrer a documentos já escritos. Os candidatos têm apenas três dias para mudar as rotas já preparadas. Também é importante notar a capacidade de alterar as rotas por até 30 dias em caso de emergência.

220з 220 de 13 07 2015

A rota compilada cai em um especialRegisto de serviços regulares numa base regular. A lei estabelece requisitos especiais nos pontos de parada. Eles devem estar localizados a uma distância ideal, sempre perto dos cruzamentos das vias de acesso.

O artigo 5º do acto normativo considerado descreve a preparação de uma declaração relativa ao estabelecimento ou alteração de uma rota. O aplicativo deve conter:

  • o comprimento da rota;
  • dados sobre a entidade legal ou SP;
  • nome da rota;
  • informações sobre as ruas e estradas pelas quais a rota passa;
  • características dos veículos que passam pela rota estabelecida.

Assim, o 220-FZ de 13/07/2015 ilustra vividamente o fato de que a elaboração e a alteração de rotas é um processo bastante complicado e extenso.

Autorização para definir e alterar rotas

Se estamos falando de rotas dentro dos limites de apenasEm um assentamento urbano, a responsabilidade de estabelecer, liquidar ou mudar o modo é atribuída ao órgão do governo local. O mesmo se aplica às tarifas reguladas, bem como às rotas que passam por mais de dois assentamentos dentro de um distrito do nível municipal.

lei 220 fz

Se estamos falando sobre as cidades do governo federalvalores, dos quais existem três no momento, o estabelecimento, alteração e cancelamento de rotas de transporte são os deveres das instâncias executivas dos respectivos assuntos. As rotas do nível inter-regional são formadas pelos órgãos executivos das entidades por onde passa o percurso.

Sobre o registro da rota

Todas as informações sobre a organização de passageirostransporte deve estar contido em registros estaduais especiais. O Artigo 25 da Lei 220 (Lei Federal "Sobre a Organização dos Transportes") estabelece que tais registros devem ser mantidos por regiões. No nível federal, existe um único registro contendo dados sobre os maiores embarques. O registro é tratado por autoridades executivas regionais.

lei 220 fz

O que exatamente deve ser incluído no registro? É isso que o artigo 26 220-FZ “On Transportation” indica:

  • nome da rota;
  • número de registro da rota;
  • número de seqüência da rota;
  • informações sobre pontos de parada do tipo intermediário;
  • o comprimento da rota;
  • tipo de transporte com uma base regular;
  • data de início e término do transporte;
  • um cronograma aproximado para cada ponto de parada;
  • tipos de veículos operados na rota especificada;
  • outros requisitos consagrados na FZ-220.

Sobre os requisitos para as infra-estruturas de transporte

Os pontos de parada permanecem inalterados.infra-estruturas de tipo de transporte. Em que casos é permitido usar pontos de parada? É isso que o artigo nº 30 da Lei Federal nº 220 indica:

  • na entrada da estação de ônibus ou rodoviária;
  • no assentamento, se o ponto de parada, que não é uma estação de ônibus ou estação de ônibus, está localizado dentro de suas fronteiras.

Todos os pontos de parada devem estar sujeitos a inscrição obrigatória.

220 fz de 13 07 2015 comentários

O artigo 33 trata de áreas de estacionamento.meios. De acordo com a lei, das 22h às 6h devem ser realizados em estacionamentos especiais que atendam plenamente às exigências da lei. Os locais dos sites também são objetos de infraestrutura de transporte e, portanto, informações sobre eles são incluídos no registro relevante.

O que é proibido fazer o dono do objetoinfra-estrutura do tipo de transporte? O Artigo 34 da lei em questão diz que é impossível recusar o uso de serviços para pessoas que têm direito a transporte, proibir a cobrança pelo uso de elementos de melhoria de estradas e também impor serviços pagos nos quais os motoristas não podem estar interessados.

Na realização de inspeções estaduais

Quais são os poderes do estadosupervisão regulamentar no domínio dos transportes numa base regular? O artigo nº 35 da Lei Federal nº 220, de 13 de julho de 2015 (com comentários do mesmo ano), declara a necessidade de verificar com as autoridades competentes

  • cumprimento dos termos do contrato de PI, entidades legais ou partes de uma parceria simples, bem como os requisitos do contrato - em nível municipal ou federal;
  • se o motorista tem um mapa de rotas e está em conformidade com as especificações do veículo especificado.

FZ 220 sobre a organização de remessas regulares

Os deveres dos condutores incluem a qualidadea implementação de remessas regulares, bem como a apresentação, a pedido das autoridades competentes, de toda a documentação necessária, incluindo o mapa de rotas.

Relatório escrito

Pessoas jurídicas ou empresários individuais incluídos no sistemainfra-estrutura de transportes, são obrigados a enviar atempadamente às autoridades executivas relatórios trimestrais sobre a implementação dos transportes, que têm uma base regular. A forma e o cronograma de tais relatórios são estabelecidos pelas próprias autoridades estaduais.

fz 220 sobre transporte

É importante notar também que as autoridades de controle de transporte são obrigadas a informar atempadamente as autoridades federais sobre os seguintes incidentes:

  • suspensão ou cancelamento da licença de transporte;
  • a entrada em vigor da decisão de liquidar um ponto de parada separado;
  • trazer uma entidade legal ou empresário individual à responsabilidade.

Assim, o ato normativo considerado estabelece um sistema de transporte bastante complicado, porém muito eficaz e eficiente.

  • Avaliação: