PESQUISA

Segurança Social

Vamos considerar mais um conceito. Uma sociedade social é um tipo bastante complexo de estruturação de uma sociedade. Essa associação de pessoas que vivem permanentemente no mesmo território, tem suas próprias normas sociais e culturais, além de valores estabelecidos. Eles estão unidos por uma linguagem comum e uma referência consciente a um grupo social particular.

A sociedade coloca em primeiro plano o desenvolvimento da sociedade e do estado como um todo e de cada indivíduo.

O principal e específico fenômeno do socialsociedade em que tem essas características e qualidades que nenhum indivíduo tem. Pode mudar constantemente em seus estados já existentes, isto é, tem uma condicionalidade dinâmica. Este último consiste no desaparecimento de alguns sistemas, no aparecimento de outros e no constante desenvolvimento do terceiro.

Considerando o conceito de sociedade social, é impossível não tocar em fenômenos como segurança social e risco social.

A segurança social é a proteção da vidainteresses importantes da sociedade, do indivíduo e da família contra ameaças externas e internas. Todos os principais e principais elementos do sistema social que asseguram o nível e a qualidade de vida da população e as políticas sociais e nacionais reguladas são objetos de seguridade social. Este é o principal componente da segurança nacional.

Existem vários critérios para preservarsegurança social. A primeira é prevenir o surgimento de uma situação de explosão social. A segunda é controlar a inadmissibilidade da degradação da estrutura social. A terceira é garantir a estabilidade máxima da estrutura social sob mobilidade horizontal e vertical normal. A quarta é manter e assegurar um sistema adequado de orientação de valor, uma cultura de comportamento na sociedade, comportamento econômico e político.

O problema da segurança social édiscussões e disputas. Este termo implica a sobrevivência física do estado, a preservação e a proteção da soberania, a integridade territorial, a capacidade de responder adequadamente às ameaças externas e internas potenciais e reais.

A segurança social é estreita e indissoluvelmenteestá ligado à segurança do sistema público e político do país. Mas, por outro lado, o estado, percebendo seus objetivos, tem relações com outros estados que facilitam ou dificultam o cumprimento das metas estabelecidas. Decorrendo disto, o conceito do conceito de "segurança social" é construído tendo em conta as ameaças internas e externas.

Risco social é a probabilidade ou frequênciaa ocorrência de eventos indesejáveis, que são determinados pela derrota de um certo número de pessoas durante a implementação de certos perigos. Também é uma atividade da pessoa ou uma recusa em uma situação de risco. O risco é um componente permanente e irremovível de qualquer atividade de um indivíduo, tanto destrutivo quanto construtivo, e requer constante adaptação ao meio ambiente. Na categoria de risco, tanto na estrutura, a situação, avaliação, grau de consciência, fatores, limites e zona são destacados.

Existem cinco riscos sociais mais comuns:

A primeira é a dificuldade em escolher pessoal qualificado, o que leva a um aumento no custo de pessoal.

A segunda é a falta de vontade de observar a disciplina do trabalho, o que leva a multas e cancelamento de contratos.

A terceira é a atitude das autoridades locais, o que leva a custos adicionais para atender a certos requisitos.

Quarto - salários baixos, levando à rotatividade de pessoal.

Quinto - qualificação insuficiente do pessoal, levando a uma diminuição na qualidade dos bens e serviços prestados.

  • Avaliação: