PESQUISA

Como escrever a partir do apartamento não é o dono? Posso sair do apartamento sem consentimento?

Escrevendo o apartamento nem sempre é o proprietárioÉ muito difícil, mas para isso você precisa ir ao tribunal. Às vezes, o despejo forçado é justificado, por exemplo, quando um inquilino é um perigo para a propriedade devido à criação de um risco de incêndio.

Condições de descarga do apartamento

  1. Quando o apartamento é comprado pelo proprietário pessoalmentee antes do casamento, o cônjuge divorciado não tem mais o direito de viver nesta sala. O artigo 31 do Código de Habitação da Federação Russa indica que, em caso de recusa do despejo, o tribunal decidirá sobre o abandono forçado do espaço vital.
  2. Se o apartamento não foi privatizado, enquantonão utilizado para o fim a que se destina. De acordo com o artigo 91 do Código de Habitação da Federação Russa, trata-se de danos à propriedade ou ações ilegais em relação aos vizinhos. Tais inquilinos podem ser facilmente despejados, mas primeiro, os inquilinos que estão insatisfeitos com uma determinada pessoa devem escrever uma declaração razoável ao inquilino, o que explica claramente os requisitos para ele. Um aviso é enviado ao seu nome, o que geralmente não tem efeito. Depois que o inquilino recebe um aviso, você pode ir a tribunal.
  3. Na ausência de uma pessoa no apartamento por um longo tempo. Este aspecto é válido apenas se o inquilino não pagar impostos, não morar em um apartamento e tiver outra moradia que o tribunal reconheça como permanente e habitável.
  4. Inscrição no apartamento ocorreu após o fato delaprivatização pelo último proprietário. O proprietário do apartamento tem o direito de escrever facilmente a partir do apartamento não é o proprietário. No entanto, essa possibilidade não se aplica a menores, pois sua alta é proibida por lei. Somente em casos excepcionais uma criança pode ser dispensada do apartamento.
  5. Após o recebimento do apartamento pelo proprietário como um presente ou de acordo com a vontade, se houvesse inquilinos prescritos no momento da recepção.
  6. Um menor pode ser liberado de um apartamento somente se ele e seu responsável legal moram em um espaço diferente.

escrever para fora do apartamento não é o proprietário

Extrair cônjuge sem o seu consentimento do apartamento privatizado

Geralmente esta ação pode ser feita rapidamente esem custos de mão de obra significativos. Há um conjunto de regras que regem a demissão de um dos cônjuges do apartamento se o espaço foi privatizado por um deles antes mesmo da pintura oficial no cartório.

Escreva um cônjuge não proprietárioapartamentos, você pode ao apresentar um pedido padrão para o tribunal. É permitido expulsar das instalações não só o próprio cônjuge, mas também todos os membros de sua família. Este aspecto é regulado pelo artigo 31 do LCD da Federação Russa, que responde à pergunta: como posso escrever de um apartamento?

É impossível escrever um dos cônjuges quecasaram-se no momento da privatização do apartamento, mesmo que a pessoa se recusasse a participar da ação. Se não houver participação na privatização, o cônjuge não tem o direito de dispor de propriedade específica, mas pode morar dentro de casa por um período ilimitado de tempo. Esta é a resposta para a questão de saber se o proprietário do apartamento pode escrever o ex-cônjuge.

O proprietário do apartamento tem o direitopara fazer quaisquer ações com o apartamento, por exemplo, para vender uma casa ou a sua parte, bem como para alugar. No entanto, as informações que serão lidas pelos compradores ou inquilinos devem incluir informações sobre os inquilinos registrados.

Realize quaisquer ações com o apartamento enquantoque um estranho é registrado nele é muito difícil, portanto, a habitação muitas vezes perde o custo do mesmo ou é completamente não reclamada no mercado imobiliário. É impossível conseguir a descarga de um parente, é permitido usar somente a persuasão. Nem sempre é possível escrever qualquer pessoa do apartamento privatizado.

como escrever uma esposa fora do apartamento

Condições para cônjuge de alta

Se você tiver alguma dúvida sobre como escrever sua esposaapartamento, então você precisa considerar que tal oportunidade aparece na ausência de um cônjuge no apartamento ou a recusa de pagar impostos. Além disso, esse fator não importa se o inquilino contribuiu com pelo menos parte do valor demandado. Quando, ao mesmo tempo, ele (ela) tem outro espaço vital que atenda a todos os critérios para uma vida confortável, você pode escrever no apartamento que não vive. Só preciso lembrar que o inquilino tem o direito de fornecer informações que justifiquem a sua incapacidade de pagar contas de serviços públicos, e o tribunal, por vezes, em tais casos, escreve parcelas de uma pessoa. Este fato deve ser levado em conta ao tentar descobrir se o proprietário do apartamento pode emitir uma pessoa.

Algoritmo de ações para um extrato do inquilino do apartamento privatizado

Para descobrir se você pode escrever fora do apartamento,precisa ir a tribunal. Primeiro, uma reivindicação é formada, que afirma a necessidade de o inquilino rescindir o direito de usar o apartamento. Separadamente, certifique-se de mencionar o fato de despejo e remoção do registro. Se você precisar despejar um ex-membro da família, então você precisa fazer uma declaração separada. Este artigo é submetido ao tribunal para o qual o espaço é classificado no distrito. Para fazer uma declaração de reivindicação competente, é necessário analisar todos os seus desejos e descrever por que o inquilino merece despejo.

No tribunal distrital deve incluir não apenas uma declaraçãomas também para mostrar documentos para o apartamento. Eles incluem uma base de contrato e confirmação de que o proprietário é uma pessoa específica. Todas as ofensas permitidas pelo inquilino devem ser documentadas e anexadas ao aplicativo. Este é um fato da dívida em contas de serviços públicos, alegações existentes de manuseio inadequado de propriedade, e após a quitação do ex-cônjuge, você deve fornecer um certificado de divórcio.

Quando o ex-cônjuge chega na hora marcadana audiência, o candidato ganha automaticamente no processo. Se o ex-cônjuge não visitar o prédio do tribunal, o processo poderá levar anos, uma vez que a consideração do caso será periodicamente adiada.

posso escrever fora do apartamento

Decisão judicial inesperada

Quando um juiz decide sobre a descarga de uma pessoa,Ele tem o direito de analisar sua situação financeira. Se um representante do tribunal considera que a pessoa dispensada não tem dinheiro suficiente, e não há espaço adequado, ele pode obrigar seus ex-parentes a deixar o inquilino no apartamento por um certo tempo. Isso deve ser levado em conta quando surge a pergunta: eles podem ser dispensados ​​de um apartamento?

Às vezes, o tribunal decide que o requerente deveProvidenciar, de forma independente, um alojamento adequado para o despedido no momento em que o tribunal deu um adiamento da execução da decisão. Todos devem cumprir todas as decisões judiciais em estrita conformidade com os regulamentos legais, portanto, em alguns casos, um procedimento judicial para dispensar um inquilino de um apartamento pode não ser favorável para o autor.

Restrições à emissão de uma declaração de quitação

Existem certos recursosregulamentação do extracto do apartamento para o qual foi realizado o processo de privatização. Se a privatização foi realizada pelos cônjuges juntos, e os parentes do ex-cônjuge tomaram parte neste processo, então é impossível escrever o proprietário do apartamento. Se eles se recusassem a dividir o apartamento, ou seja, eles decidiram perder a parte por uma questão de vida, então o tribunal não pode decidir a favor de sua quitação. Você pode trocar um apartamento, mas precisará do consentimento dos ex-parentes. Sem isso, nenhuma ação com a habitação pode ser feita.

É possível escrever do apartamentoproprietário, que foi nomeado um certo período de permanência na prisão. Ele tem o direito de exigir a restauração de seu direito de viver em um espaço vital quando retornar da prisão. Durante esse período, os proprietários podem vender o apartamento, mas a transação será considerada nula e você terá que devolver o dinheiro aos compradores.

Extrair uma pessoa de um apartamento municipal

Apartamento Municipal é de propriedadea administração da cidade que é o senhorio das pessoas que têm direito a esse espaço vital. Qualquer pessoa registrada neste apartamento atua como inquilino. A fim de despejar os inquilinos que criam certos inconvenientes ou perderam seus direitos a um apartamento, é necessário guiar-se pelo artigo 91 do Código Habitacional da RF.

Existem várias razões para a demissão de uma pessoa em um apartamento municipal.

  1. Quando o empregador organiza lutas e cometeações ilegais em relação a outros inquilinos de um determinado apartamento. Além disso, a declaração é possível em violação dos direitos não só dos vizinhos no espaço vital, mas também na entrada. Estes aspectos devem ser documentados, caso contrário não haverá confirmação de que há uma razão para escrever fora do apartamento sem o consentimento do empregador.
  2. Recusa de pagar contas de serviços públicos. A falta de pagamento de uma quantia fixa ou até mesmo qualquer quantia em dinheiro para pagar atrasos de pagamentos de serviços públicos pode ser uma razão para dispensar uma pessoa da habitação. Quando uma decisão positiva é tomada, o tribunal geralmente obriga o abusador e toda a sua família a sair do apartamento em pouco tempo. Deve ser lembrado que a lei protege outros proprietários de pagar contas que não lhes são atribuídas, de modo que ninguém pode obrigá-los a pagar as dívidas de outras pessoas.

pode ser descarregado de um apartamento privatizado

Razões secundárias para ir a tribunal

  1. O uso de seu próprio espaço não é intencionado e usado para fins comerciais ou outros, contrários à lei.
  2. A condição do apartamento torna-seinsatisfatório devido a danos causados ​​à habitação pelas ações da pessoa que está sendo dispensada. Este fator é especialmente levado em conta pelo tribunal na presença de declarações dos inquilinos ou de suas provas. O aspecto mais importante é a ameaça de destruição total ou parcial do apartamento das ações ilegais do inquilino registrado.

Quando moramos juntos depois de um divórcio e desejopara escrever o ex-cônjuge deve se certificar de que ele (ela) tem o seu próprio, adequado para viver, espaço vital. Se não houver nenhum, então, sem fornecer um novo lar para o ex-cônjuge, não será possível escrever fora do apartamento sem o consentimento.

Algoritmo de ações para um extrato do apartamento municipal

  1. A autoridade municipal deve ser informada de queque um dos inquilinos se permite estragar o estado geral do apartamento antes de o pedido ser apresentado ao tribunal. Essa organização gera um aviso e envia para o nome do locatário. Este aspecto é prescrito no artigo 91 do LCD RF.
  2. Elaboração de uma declaração de despejoenviado ao tribunal distrital pelo próprio requerente ou pelo seu representante legal. Todos os documentos relacionados com imóveis e os inquilinos do inquilino devem ser fornecidos com o aplicativo.
  3. Antes de agendar uma reunião, o tribunal realiza uma investigação especial, durante a qual a legalidade das acusações é apurada e, em seguida, a data da reunião é definida.

Dificuldades na alta

eles podem escrever fora do apartamento

Existem certos recursos que você precisater em conta antes de ir a tribunal. Muitas vezes há perguntas adicionais sobre a alta de uma pessoa que não estava no apartamento por um longo tempo. O artigo 71 do Código de Habitação da Federação Russa regula que o fato isolado de uma ausência longa de um inquilino em um apartamento não ajudará a escrever um não residente do apartamento. O artigo 72 oferece uma saída legítima desta situação: o direito à troca forçada de moradias municipais deve ser exercido. Também é muito difícil demitir uma criança de um apartamento municipal.

Se não houver falha comprovada a pagarpagamentos de serviços públicos, você precisa ter em mente que este aspecto também não é uma razão para a descarga de uma pessoa. Quando as contas pessoais são divididas, o fato de não pagamento é óbvio. E se um dos parentes paga regularmente pelo apartamento, e a outra pessoa se recusa, então isso não dá o direito de escrevê-lo, já que com o pagamento integral das contas, todas as pessoas cadastradas têm o direito de morar no apartamento.

Características das decisões judiciais

Às vezes, o fato de não pagamento de contas de serviços públicosprovou, mas o tribunal isenta uma pessoa da responsabilidade por isso. Esse curso de eventos é possível se um dos inquilinos não pagar pelo apartamento, o que é explicado pela falta de renda, e isso pode ser explicado por problemas de saúde ou pela necessidade de cuidar de um parente próximo. Uma mulher está temporariamente isenta da obrigação de pagar contas de serviços se criar uma criança pequena.

Portanto, ao tentar escrever uma pessoa sobre o fato de não pagamento de contas de serviços públicos para um apartamento, você precisa verificar a presença de aspectos que podem justificar o inquilino.

Extrair uma pessoa de um apartamento que passou para o seu direito de propriedade sob uma ação de presente

escrever para fora do apartamento não está vivendo

Artigo 292 do Código Civil regula a leio proprietário, que recebeu um apartamento, para escrever todas as pessoas sem o seu consentimento. Este procedimento é realizado através do tribunal em conformidade com um algoritmo específico de ações.

Tais situações são possíveis:

  1. A cláusula 2 do artigo 292 do Código Civil da Federação Russa é a base para aextratos de todos os inquilinos anteriores, uma vez que o fato de transferência de propriedade com base em um contrato de doação automaticamente priva todos os inquilinos registrados do direito de viver em uma sala.
  2. Quando um dos cônjuges dá um apartamento enquanto está casado, é possível escrevê-lo fora de casa somente após o divórcio. Sobre isso, diz o artigo 31 LCD RF.
  3. Exceção do direito de descarga não qualificadoos inquilinos do apartamento doado é a presença de pessoas menores de idade. O tribunal pode permitir que os filhos sejam despejados do apartamento, mas a condição para isso deve ser que eles tenham seu próprio alojamento com condições de vida confortáveis ​​e um número apropriado de metros quadrados atribuídos a eles.

Algoritmo de ações para despejo do apartamento, passado sob contrato de doação

Uma reivindicação é feita em quedetalhes são listados de pessoas que devem ser privadas do direito de viver em um apartamento, bem como um pedido para removê-los do registro em uma determinada habitação. A candidatura deve ser enviada para o tribunal distrital. É necessário fazê-lo corretamente para que o tribunal imediatamente emitisse uma decisão positiva. Em caso de fatos incorretamente declarados ou provisão de um conjunto incompleto de documentos, é possível que o requerimento tenha que ser feito novamente, ou quaisquer pontos importantes serão perdidos.

Juntamente com o contrato de doação, a declaração refere-se atribunal distrital para confirmar o seu direito de herdar um apartamento. Além disso, é necessário um documento que confirme o registro de propriedade no nível estadual. Se necessário, um certificado de divórcio.

Características do julgamento

você pode escrever a criança fora do apartamento

Quando o julgamento acontece, o juizdecide sobre o término do direito de residência no apartamento de uma determinada pessoa. Normalmente, a decisão é rapidamente tomada em favor do requerente, com a exceção dos casos em que é feita uma tentativa de dispensar um menor de um apartamento.

Às vezes, dificuldades na descarga de uma pessoa ocorrem emCasos em que um indivíduo é praticamente incapaz: por exemplo, um paciente de cama ou pessoa com deficiência que é incapaz de cuidar de si mesmo e que não tem habitação adicional. O tribunal pode decidir deixar essa pessoa para viver em um apartamento. No entanto, essas situações são muito raras.

  • Avaliação: