PESQUISA

A Constituição Alemã de 1871

A Constituição Alemã de 1871 foi adotadaa reunião de fundação em 22 de abril e entrou em vigor em 4 de maio. Consolidou legalmente a criação do Império Alemão, que incluía 3 cidades livres e 22 monarquias. Os poderes mais importantes foram transferidos para as autoridades aliadas, no entanto, uma certa autonomia permaneceu para os estados. A situação dos estados aliados era desigual. Os maiores privilégios foram concedidos à Prússia.

constituição da alemanha

A Constituição alemã consistia em 14 capítulos contendo 78 artigos. Foi desenvolvido com base em disposições e princípios separados da Constituição de 1867.

O chefe do império se tornou o rei prussiano. Ele representava os interesses do Estado nas relações internacionais, levou a diplomacia tem poder militar completo, ele comandou as forças armadas tinham o direito de declarar a guerra em nome do Império, tinha a palavra decisiva na resolução de disputas legais. Além disso, ele nomeou o chanceler (chefe de governo) e funcionários.

O poder legislativo pertencia ao parlamento. Os membros do Bundesrat (câmara alta) foram nomeados pelos governos dos estados pertencentes ao império.

constituição da alemanha 1871
A Constituição alemã deu ao Bundesrat não apenaspoder legislativo, mas também uma quantidade significativa de executivo. O presidente da câmara alta era o chanceler, que foi nomeado rei prussiano. A competência da câmara superior incluía questões orçamentárias e financeiras, legislação, celebração de contratos, etc. Para implementar as leis, o chanceler poderia emitir ordens, dar ordens administrativas aos departamentos e ter o direito ao controle constitucional e legislativo. O Reichstag (câmara baixa) tinha pouco poder e podia ser dissolvido com base em um decreto do Bundesrat.

A Constituição Alemã continha disposições sobre oformação da câmara baixa por eleições diretas da população por 3 anos. Ao mesmo tempo, os deputados não receberam remuneração por suas atividades. Eles eram considerados representantes do povo e não podiam ser retirados. As leis aprovadas pelo Reichstag deveriam necessariamente ser aprovadas pelo Bundesrat.

direito constitucional da Alemanha
O governo foi chefiado pelo chanceler, queestavam sujeitos a segredos de Estado, que eram seus representantes para vários departamentos. A Constituição alemã consolidou uma série de poderes para o governo. Assim, era responsável pelas forças armadas, bancos, comunicações, direito penal, serviços sanitários, etc. Os governos locais, na sua maior parte, estavam envolvidos na execução das leis imperiais.

A lei constitucional da Alemanha nesse período foidestinado a resolver as tarefas mais complexas que o império enfrenta, com a ajuda da força militar. A Lei Básica não contém capítulos sobre os direitos e liberdades dos cidadãos. Um dos capítulos, que é o mais extenso, é dedicado a "assuntos militares". Ele consagra o dever militar universal, pertencendo aos cidadãos por 7 anos à composição do exército, etc.

A unificação da Alemanha levou a um progresso econômico significativo. O país por um longo tempo tornou-se um dos mais industrializados do mundo.

  • Avaliação: